Você está em: Home > Nutrição > REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

  • facebook
  • Twitter

alimento-saudavel

 

 

A reeducação alimentar é a construção de um novo estilo de vida. Significa estar aberto para o aprendizado, através de orientações nutricionais. É você reaprender aquilo que achava que sabia!

Ela ocupa o lugar das “dietas” que comprovadamente não funcionam, pois as mesmas têm tempo para começar e para terminar. O indivíduo que faz uma dieta restritiva, dificilmente conseguirá manter o peso perdido, se não houver uma mudança efetiva dos hábitos alimentares. Geralmente esse perfil de pessoas que fazem dietas para perda de peso, perdem peso e comemoram comendo ou se fartando de alimentos que foram privados durante o tempo de restrição e acabam engordando novamente com mais rapidez do que perderam peso.

Ela é aplicada as pessoas que possuem hábitos alimentares inadequados e que desejam mudar de forma efetiva a sua alimentação. Ela pode ter o caráter preventivo e de tratamento dependendo do caso.

Existem vários fatores envolvidos no ganho de peso. Descobriu-se hoje que engordamos não só por que estamos retendo gordura, engordamos não só por que ingerimos mais alimentos, a explicação é mais profunda que isto. O desequilíbrio nutricional e funcional é um deles.  Este mau funcionamento, afeta nossas funções físicas, mentais e emocionais.

O que se espera da reeducação alimentar é que o indivíduo conheça  e incorpore hábitos alimentares saudáveis.

Por se tratar de um aprendizado, no final do tratamento, você se torna apto a escolher corretamente os alimentos que farão parte da sua rotina, tanto em nível qualitativo, quanto quantitativo. Confira alguns benefícios que são atribuídos a reeducação alimentar:

  • É a melhor maneira de emagrecer , sem correr o risco de engordar novamente
  • Consiste em começar a alimentar-se de forma mais saudável e na medida certa, dando preferência a frutas, verduras, legumes e carnes magras ao invés de bolos, biscoitos recheados, refrigerantes, sanduiches e comidas “pesadas”, como feijoada, frituras e alimentos gordurosos.
  • Enxergar o alimento, não como fonte de calorias, mas como fonte essencial para o correto funcionamento do organismo.

Reflexão :

As coisas não mudam, nós é que mudamos.

“O início de um hábito é como um fio invisível, mas cada vez que o repetimos o ato reforça o fio, acrescenta-lhe outro filamento, até que se torna um enorme cabo e nos prende de forma irremediável, no pensamento e ação.”

“Orison Swett Marden”.

 

Por Andrezza Fernandes/CRN : 11877

Nutricionista  Clínica, Funcional e Fitoterápica  

Tags:

Deixe um comentário

*