Você está em:Home > Categoria ‘Nutrição

REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

  • facebook
  • Twitter

alimento-saudavel

 

 

A reeducação alimentar é a construção de um novo estilo de vida. Significa estar aberto para o aprendizado, através de orientações nutricionais. É você reaprender aquilo que achava que sabia!

Ela ocupa o lugar das “dietas” que comprovadamente não funcionam, pois as mesmas têm tempo para começar e para terminar. O indivíduo que faz uma dieta restritiva, dificilmente conseguirá manter o peso perdido, se não houver uma mudança efetiva dos hábitos alimentares. Geralmente esse perfil de pessoas que fazem dietas para perda de peso, perdem peso e comemoram comendo ou se fartando de alimentos que foram privados durante o tempo de restrição e acabam engordando novamente com mais rapidez do que perderam peso.

Ela é aplicada as pessoas que possuem hábitos alimentares inadequados e que desejam mudar de forma efetiva a sua alimentação. Ela pode ter o caráter preventivo e de tratamento dependendo do caso.

Existem vários fatores envolvidos no ganho de peso. Descobriu-se hoje que engordamos não só por que estamos retendo gordura, engordamos não só por que ingerimos mais alimentos, a explicação é mais profunda que isto. O desequilíbrio nutricional e funcional é um deles.  Este mau funcionamento, afeta nossas funções físicas, mentais e emocionais.

O que se espera da reeducação alimentar é que o indivíduo conheça  e incorpore hábitos alimentares saudáveis.

Por se tratar de um aprendizado, no final do tratamento, você se torna apto a escolher corretamente os alimentos que farão parte da sua rotina, tanto em nível qualitativo, quanto quantitativo. Confira alguns benefícios que são atribuídos a reeducação alimentar:

  • É a melhor maneira de emagrecer , sem correr o risco de engordar novamente
  • Consiste em começar a alimentar-se de forma mais saudável e na medida certa, dando preferência a frutas, verduras, legumes e carnes magras ao invés de bolos, biscoitos recheados, refrigerantes, sanduiches e comidas “pesadas”, como feijoada, frituras e alimentos gordurosos.
  • Enxergar o alimento, não como fonte de calorias, mas como fonte essencial para o correto funcionamento do organismo.

Reflexão :

As coisas não mudam, nós é que mudamos.

“O início de um hábito é como um fio invisível, mas cada vez que o repetimos o ato reforça o fio, acrescenta-lhe outro filamento, até que se torna um enorme cabo e nos prende de forma irremediável, no pensamento e ação.”

“Orison Swett Marden”.

 

Por Andrezza Fernandes/CRN : 11877

Nutricionista  Clínica, Funcional e Fitoterápica  

Tags:

Cranberry: pequena, mas poderosa!

  • facebook
  • Twitter

Cranberry

A infecção do trato urinário (ITU) é um quadro infeccioso que ocorre quando uma bactéria invade o sistema urinário por meio da uretra e começa a se multiplicar em alguma região do trato urinário. Dor no baixo ventre e ardor durante a micção são alguns dos incômodos causados por essa infecção, que acomete em sua maioria, as mulheres, principalmente na faixa etária entre 20 e 40 anos.

Para tratar a patologia, os médicos prescrevem antibióticos e/ou quimioterápicos, de acordo com o tipo de bactéria detectada no exame laboratorial de urina. Mas há uma boa notícia, estudos científicos apontam que o suco ou extrato de cranberry – fruta originária dos Estados Unidos – é uma alternativa poderosa no combate à infecção urinária, principalmente em casos recorrentes, quando os pacientes tiveram ao menos dois episódios nos últimos seis meses ou três durante o ano. Sendo assim, é uma maneira natural e saudável de tratar/prevenir a infecção, evitando o uso de fármacos.

Segundo a nutricionista da Clínica Speciale, Aline Penedo, a frutinha vermelha é rica em uma substância chamada proantocianidina, que impede a aderência das bactérias na parede da bexiga, principalmente da bactéria intestinal Escherichia coli, responsável por cerca de 90% dos casos. “Além de auxiliar no tratamento, a cranberry é uma aliada na prevenção da infecção urinária recorrente. A recomendação é ingerir diariamente cerca de 200mL de suco concentrado da fruta (sem açúcar) ou uma porção da fruta na versão desidratada”, afirma Aline. De acordo com a nutricionista, o consumo em excesso pode provocar alterações intestinais devido à presença de frutos e fibras, por isso seu consumo deve ser controlado. “É importante que o paciente continue com seu acompanhamento médico durante todo o tratamento, e também com o acompanhamento nutricional. Além disso deve-se lembrar que assim como toda fruta, o cranberry é rico em frutose, dessa maneira seu consumo deve ser evitado por diabéticos, Então procure sempre um especialista antes de adotar qualquer modificação na sua dieta ”, completa.

Onde encontrar

Devido à dificuldade de adaptação ao clima, é difícil encontrar a fruta in natura no Brasil. Porém, as redes de supermercado gourmets, farmácias e lojas especializadas em produtos naturais vendem a cranberry em forma de suco diluído ou concentrado, chás, na versão desidratada e também em cápsulas.

Outros benefícios

– Ótima fonte de vitamina C, vitamina que atua fortalecendo o sistema imunológico.

– Rica em flavonóides, que apresentam propriedades antioxidantes e auxiliam na prevenção de doenças.

– Atua na redução do colesterol LDL no sangue.

– Auxilia no emagrecimento por ser rica em fibras

Tags:

Artigo: Nutrição pediátrica

  • facebook
  • Twitter

t2

O aumento do número de casos de obesidade infantil, nas últimas duas décadas, foi o que motivou a Clínica Speciale a lançar um programa específico de nutrição pediátrica, direcionado para mulheres grávidas e também para crianças que resistem a adotar hábitos alimentares saudáveis desde os primeiros anos de vida. Segundo a nutricionista clínica, funcional e fitoterápica, Andrezza Fernandes, a nutrição do bebê começa durante a gestação e vai depender diretamente da qualidade da dieta da mãe durante esse período.

O programa de nutrição pediátrica é um serviço que tem, como proposta central, melhorar o cardápio da gestante. “Fazemos uma consulta completa para levantamento dos hábitos alimentares da mãe e propomos um cardápio mais balanceado”, afirma. O controle é mensal.

O aleitamento materno exclusivo é recomendado até os seis meses de vida da criança. Depois, a equipe de nutricionistas da Speciale acompanha o processo de apresentação dos alimentos pelos pais. Qualquer intervenção na dieta só pode ser realizada a partir de um ano, o que vai alterar o cardápio da família. “Temos que lembrar que as crianças não compram seus alimentos e que tendem a repetir os hábitos dos pais, sejam eles certos ou errados”, explica.

Erros como acrescentar açúcar na mamadeira ou optar por refeições ricas em carboidratos e produtos industrializados como biscoitos podem comprometer o desenvolvimento e o peso da criança. Por isso, o bom exemplo é fundamental, assim como a oferta de frutas, legumes e verduras no cardápio diário da família. “Se os pais não têm uma dieta saudável, como evitar que os filhos não copiem os maus hábitos?”, alerta a nutricionista.

A regra também vale para crianças maiores. Nesses casos, o ponto inicial para o processo de mudança de cardápio é a motivação dos outros membros da família. Segundo Andrezza Fernandes, a maioria dos casos de obesidade em adultos começa ainda na infância, quando o filho é apresentado a hábitos alimentares errados e os segue por toda a vida. Portanto toda atenção é pouca na fase de crescimento dos pequenos.

Gostou da dica? Compartilhe!

Clínica Speciale

Tags:

Revolucione em casa aprendendo a preparar uma alimentação saudável com novos ingredientes, temperos e sabores

  • facebook
  • Twitter

abf852706f28756f13_g6m6be8ug

O Treinamento Domiciliar Nutricional da Clínica Speciale une nutrição e gastronomia para melhorar a qualidade da alimentação da família, por meio da capacitação técnica da pessoa responsável pelo preparo das refeições e da inclusão de alimentos funcionais na dieta, de acordo com a necessidade do paciente. Além de avaliar os utensílios usados no preparo e os hábitos do cozinheiro durante o seu trabalho diário, a equipe de nutricionistas da Speciale também auxilia na organização da geladeira e da dispensa da casa.

Desde as práticas mais básicas, como o uso de sal e óleo, as formas de cozimento, técnicas de congelamento, descongelamento e reaquecimento dos alimentos, até o preparo dos pratos, são temas abordados durante o treinamento. Outro ponto interessante é o uso de ervas para aumentar o sabor da comida.

São sugeridas receitas personalizadas para corrigir problemas de saúde, aumentar o bem-estar físico e manter ou perder peso. O programa tem duração mínima de cinco encontros de duas horas cada, mas pode ser estendido, se necessário. O participante tem acesso a uma apostila completa com todos os conteúdos abordados e receitas apresentadas.

 

Para melhores resultados

Embora não seja obrigatório, o acompanhamento nutricional prévio é essencial para melhorar os resultados práticos do treinamento porque auxilia o cliente a fazer a dieta proposta e a assimilar com maior facilidade as mudanças no preparo dos alimentos.

Há também o programa Personal Diet, que faz a elaboração do menu completo (seis refeições diárias) ou parcial, com receitas diferentes e saborosas para cada dia.

*A Clínica Speciale fica na rua Rio de Janeiro, 2244, no bairro de Lourdes.

 

 

Tags:

Vai beber? Faça a sua escolha!

  • facebook
  • Twitter

Nos momentos de festas e comemorações, sempre surfe a dúvida sobre qual é a melhor bebida a ser escolhida. Vários fatores podem ser levados em consideração, como valor calórico, porcentagem de água, acompanhamentos, quantidade e assim por diante. É importante dizer que, independentemente do tipo de bebida, a presença do álcool faz com que o organismo entre em contato com essa substancia. Por esse motivo, estimular a detoxificação é sempre interessante. Eliminar o álcool do organismo significa utilizar substâncias com capacidade detoxificantes no cardápio, como: própolis, chá verde, couve, clorofila, chá de dente-de-leão, alecrim e alcachofra.

VINHO

É uma bebida fermentada a partir de uvas brancas ou roxas. A preferência pode ser os vinhos tintos, para garantir a presença do pigmento dessa fruta, as proantocianidinas que possuem capacidade antioxidante no organismo. Uma opção interessante é intercalar o consumo do vinho do suco da uva integral, a fim de garantir os efeitos positivos da uvas roxas.

DRINQUES

A maioria dos drinques é preparada com bebidas destiladas, como vodca, rum, cachaça e saquê. Essas opções não possuem glúten na composição e podem ser combinadas com frutas e sucos naturais. A dica é evitar a combinação com refrigerantes, sucos artificiais e adoçantes artificiais. É possível não consumir grande quantidades, sempre mantendo a hidratação entre as doses. O teor do álcool dessa opções acaba sendo maior. Por isso, o numero de doses deve ser controlado.

CERVEJA

A cerveja é a bebida mais escolhida, pelo custo ser baixo e agradar á maioria em relação ao paladar. Ele ganha destaque por ter, na composição, a presença da cevada. Com isso, ingestão de glúten é inevitável. Por esse motivo, a cerveja facilita o acúmulo de gordura na região abdominal por promover maior resistência á insulina. Além disso, pelo teor de álcool não ser em maior quantidade em relação a outras bebidas. Assim sendo, tenha cuidado com a quantidade e a frequência no consumo dessa bebida. Existem versões sem glúten que podem ser experimentadas.

ESPUMANTE

Com teor de álcool intermediário, pode ser uma bebida de escolha, se for controlada no número de doses. O cuidado deve ser em relação ás versões doces, já que assim o volume tolerado passa a ser maior. Intercalar com água gasosa saborizada com frutas e especiarias é uma excelente dica.

Antes de escolher o tipo de bebida, é interessante pensar na quantidade a ser ingerida e na frequência do consumo. Usar o álcool como um momento de relaxamento pode ser indicativo de estresse. Assim, o que deve ser feito é controlar o nível de estresse com algumas condutas como: praticar atividades físicas regulares, comer de 3 em 3 horas, garantir um sono reparador, praticar atividades como yoga ou meditação, consumir alimentos ricos em vitamina C e comer abacate com certa regularidade.