Você está em: Home > Nutrição > Artigo: Nutrição pediátrica

Artigo: Nutrição pediátrica

  • facebook
  • Twitter

t2

O aumento do número de casos de obesidade infantil, nas últimas duas décadas, foi o que motivou a Clínica Speciale a lançar um programa específico de nutrição pediátrica, direcionado para mulheres grávidas e também para crianças que resistem a adotar hábitos alimentares saudáveis desde os primeiros anos de vida. Segundo a nutricionista clínica, funcional e fitoterápica, Andrezza Fernandes, a nutrição do bebê começa durante a gestação e vai depender diretamente da qualidade da dieta da mãe durante esse período.

O programa de nutrição pediátrica é um serviço que tem, como proposta central, melhorar o cardápio da gestante. “Fazemos uma consulta completa para levantamento dos hábitos alimentares da mãe e propomos um cardápio mais balanceado”, afirma. O controle é mensal.

O aleitamento materno exclusivo é recomendado até os seis meses de vida da criança. Depois, a equipe de nutricionistas da Speciale acompanha o processo de apresentação dos alimentos pelos pais. Qualquer intervenção na dieta só pode ser realizada a partir de um ano, o que vai alterar o cardápio da família. “Temos que lembrar que as crianças não compram seus alimentos e que tendem a repetir os hábitos dos pais, sejam eles certos ou errados”, explica.

Erros como acrescentar açúcar na mamadeira ou optar por refeições ricas em carboidratos e produtos industrializados como biscoitos podem comprometer o desenvolvimento e o peso da criança. Por isso, o bom exemplo é fundamental, assim como a oferta de frutas, legumes e verduras no cardápio diário da família. “Se os pais não têm uma dieta saudável, como evitar que os filhos não copiem os maus hábitos?”, alerta a nutricionista.

A regra também vale para crianças maiores. Nesses casos, o ponto inicial para o processo de mudança de cardápio é a motivação dos outros membros da família. Segundo Andrezza Fernandes, a maioria dos casos de obesidade em adultos começa ainda na infância, quando o filho é apresentado a hábitos alimentares errados e os segue por toda a vida. Portanto toda atenção é pouca na fase de crescimento dos pequenos.

Gostou da dica? Compartilhe!

Clínica Speciale

Tags:

Deixe um comentário

*